Taça Das Favelas 2020

Vai começar a Taça das Favelas 2020.

Na terceira edição, à Taça das Favelas Paraná terá início neste mês de abril. E, após as peneiras, que acontecem nos dias 28 e 29 de março, na Superintendência do Esporte do Paraná, conheceremos as 54 equipes, sendo 20 delas femininas e 32 masculinas, que competirão entre si até alcançarem a grande final, que deve ocorrer em junho. A Taça das Favelas começou no Rio de Janeiro, em 2012, organizada pela Central Única das Favelas. Atualmente, mais de 100 mil jovens participam, desde as peneiras iniciais nas comunidades até a final nos Estados onde a competição é realizada. É o maior torneio entre favelas do mundo e, além de promover a inclusão e integração social, também revela jovens talentos para o futebol.

Dando sequência aos trabalhos, no sábado dia 07/03, aconteceu o 1º Congresso Técnico da Taça das Favelas Paraná. E cerca de 100 pessoas estiveram presentes no auditório da Superintendência do Esporte do Paraná, em Curitiba. A reunião foi coordenada pelo presidente da Central Única das Favelas no Paraná, o Zé da Cufa, o Coordenador de Esporte da Taça Leandro, Nilton Gonzaga e Francês, pelo chefe de gabinete da Superintendência, Narciso Doro, e pelo assessor técnico do Esporte, Ney Santos. A competição tem o apoio do Governo do Estado. O torneio que foi sucesso em 2019, quando foi disputado em Curitiba, chega à sua 3ª edição. No ano passado, 78 favelas participaram da competição, que ao logo do processo 20 seleções seguiram, sagrando-se campeões Paloma (Feminino) e Butiatumirim (Masculino), que teve a final realizada no Couto Pereira, para um público aproximado de 5 mil pessoas.

Além disso, entre as novidades, o campeonato a nível nacional firmou parceria com a La Liga, o campeonato nacional da Espanha. Os melhores jogadores da edição nacional, o Brasileirão das Favelas, serão levados a Espanha para conhecer os times e os atletas. Enfim, a Taça visa competição visa contribuir diretamente para a promoção da inclusão social através do esporte, influenciando positivamente a realidade de crianças e jovens brasileiros. Uma oportunidade de promover a integração das comunidades, a ressignificação do território e o fortalecimento da autoestima da juventude das favelas.

 

 

Um Gol Para Toda Vida!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima